Zulu foi para panela - Universo Atakima

segunda-feira, 9 de março de 2015

Zulu foi para panela

Eu não iria escrever sobre isso, é muito cruel. Não é que eu seja sádica em sair contando esse tipo de história para todos, mas para mim essa é uma daquelas situações inusitadas e que sem mais nem menos volta a lembrança só para eu poder ri mais um pouquinho. E pelo tempo que isso aconteceu, acho que já é hora de poder contar para todos.

Para quem não sabe, estou há quase 3 anos em um relacionamento e realmente ainda não entendi qual é o milagre que o está mantendo até agora, já que minhas outras experiências amorosas, foram poucas, não duraram mais de 6 meses.

Mas esse texto não é para ser um desabafo da minha péssima escolha de namorados anteriores ou de como eu sou azarada quando a situação é minha vida amorosa, na verdade vim aqui para explicar porque aquele bendito titulo tem a frase "Zulu foi para panela". Tem a ver com desastre, mas não em relação com coração, pelo menos dessa vez não o meu.  Mas vamos chegar lá, tenham calma.

Voltando ao meu namorado, ele pode ser considerado da espécie carente, assim como eu, talvez seja por isso que esse namoro está entrando em sua terceira temporada. Mas diferente dessa carente que vos fala, meu namorado teve realmente em sua família vários animais, de várias espécies. Teve cachorro? Sim, teve. Teve gato também. E coelho, tartaruga... e também um pato. Sim, houve uma época, logo na primeira temporada desse namoro (que realmente daria para virar um livro ou uma série) que a sua mãe criava patos em casa.

Sim, essas deliciosas aves que não voam eram criados em seu quintal. Parando para pensar agora, eu não lembro da cara de nenhum dos dois patos que teve na casa dele, mas também, já se vão 2 anos que não tem mais esses patos lá. Não sei qual foi o motivo, talvez por o pato ser velho, por não ter paciência ou até mesmo porque lugar de pato é na panela, minha sogra enfim quis encomendar a morte do Zulu. Ah, sim, Zulu era o nome do delici..., quer dizer, pato.


Acontece que meu namorado e o resto de sua família tinham em mente, corpo e o coração que o apetitoso pato era mais um membro da família do que comida de fato. E que ele não merecia o triste fim de parar em meu prato. Mas foi parar e estava realmente ao ponto!

banner
Anterior
Proxima

Assino meus textos como Miaka J. S. Freitas. 

Decolando no curso de Desing pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Nas horas vagas procura por Um Sofá fofinho para cuidar dos blogs "Universo Atakima e "Um Sofá à Lareira". Além do canal "Insônia Nerd", aonde perde o sonho com as melhores obras desse universo. 
Estou tentando encontrar o meu próprio espaço para ouvirem minhas ideias e pensamentos meio que "insano" as vezes...
E por ai pela internet afora ainda pode encontrar outros lugares por onde anda meus textos!!

0 recadinhos:


Quer comentar e não tem conta?!
1- escolha a opção Nome/URL
2 - No espaço Nome coloque seu nome ou seu apelido
3 - No espaço URL coloque o link do seu site, blog, vlog, tumblr... (não é obrigatório).

Sejam sempre bem vindos a deixarem comentários, criticas e sugestões. Eles são muito importante para meu caminho como escritora. Com eles poderei saber o se o caminho que estou trilhando esta certo ou se precisa de mudanças. Obrigada por visitar e comentar.

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.