A mudança da Interação Humana - Universo Atakima

domingo, 3 de julho de 2016

A mudança da Interação Humana

Hoje caminhando para sair da Universidade, estava de cabeça baixa para olhar o snapchat. Caminhando sem olhar para os lados ou a frente, pra variar, pois LubaTv era mais engraçado e prendia mais a atenção (e por ironia do destino, esse texto estou escrevendo após o acidente, andando ainda de cabeça baixa - o que dá para perceber que não aprendi nada com esse acontecimento que estou narrando nessa crônica).

Então, andando distraída, acabo me batendo de frente com um senhor (que teria a aparência de ser até meu avô). Acontece que nos atropelamos porque ele também estava fazendo a mesma coisa que eu: andando de cabeça baixa pois olhava algo no celular.

Com o "acidente de percurso", minha atenção saiu do celular por alguns instantes e foi um clarão da luz do sol: todos ao redor estavam fazendo a mesma coisa que eu uns segundos atrás: olhando pro aparelho do capeta.

Isso deixou uma pequena reflexão que meus pais sempre jogam na minha cara (mas que consequentemente ignoram também - hipócritas, porque chamar de hipócrita ta na moda): estamos cada vez mais online no virtual e ficando offline da realidade. Não estamos vivendo a experiência, pois queremos apenas filmá-la para por nas redes sociais.

A "vida social" da maioria é online. Conversa com gente do mundo inteiro, mas não sabe o nome do vizinho. Confesso que cheguei ao cúmulo de ter DR por whatsapp porque nenhum dos lados é confortável de falar na cara do outro, mesmo que pessoalmente. Talvez porque o celular relativa a intensidade e torna mais impessoal ou simplesmente porque estamos perdendo o "tato" de conviver pessoalmente na sociedade.

Cada vez mais temos substituído contato físico por ferramentas de cunho virtual. Citando-me outra vez, cheguei a ter conversas online quando a pessoa estava do meu lado fisicamente. E não exagero, vejo crianças, adolescentes substituindo uma "vida real" por vidas digitais. Pessoas cada vez mais retraídas em seus mundinhos de redes sociais e sem nenhum tato com o "contato humano".
Dá receio, pois uma situação dessas tende a piorar. E não importa a idade. Caminhamos para o futuro de distopias que amamos ler (isso se você tem o hábito de leitura), mundos que eram cheios de tecnologia, sem o "calor humano", sem contatos. Talvez, quem saiba, substituídos por máquinas!

banner
Anterior
Proxima

Assino meus textos como Miaka J. S. Freitas. 

Decolando no curso de Desing pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Nas horas vagas procura por Um Sofá fofinho para cuidar dos blogs "Universo Atakima e "Um Sofá à Lareira". Além do canal "Insônia Nerd", aonde perde o sonho com as melhores obras desse universo. 
Estou tentando encontrar o meu próprio espaço para ouvirem minhas ideias e pensamentos meio que "insano" as vezes...
E por ai pela internet afora ainda pode encontrar outros lugares por onde anda meus textos!!

0 recadinhos:


Quer comentar e não tem conta?!
1- escolha a opção Nome/URL
2 - No espaço Nome coloque seu nome ou seu apelido
3 - No espaço URL coloque o link do seu site, blog, vlog, tumblr... (não é obrigatório).

Sejam sempre bem vindos a deixarem comentários, criticas e sugestões. Eles são muito importante para meu caminho como escritora. Com eles poderei saber o se o caminho que estou trilhando esta certo ou se precisa de mudanças. Obrigada por visitar e comentar.

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.