Quando eu crescer, eu quero ser igual a você! - Universo Atakima

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Quando eu crescer, eu quero ser igual a você!


Sabe, eu nem iria ligar o computador hoje. Estou morrendo com crise alérgica (acho que não é mais uma novidade, já que sempre tenho essas recaídas, e sei que boa parte disso é culpa minha por não fazer o tratamento corretamente e não me alimentar saudavelmente, mas fazer o que, faz parte de mim!).

Acontece que por causa disso, eu resolvi também ficar um pouquinho afastada do PC, até porque você diz que vai ligar para fazer uma coisa rápida, e acaba passando o dia todo vasculhando blogs, sites e redes sociais e acaba não fazendo nada de útil no dia. Quero parar de ser assim.

Mas eu não estou escrevendo esse texto para falar de futilidades desse tipo e sim por uma ânsia louca que me deu de simplesmente escrever e como eu tenho uma coisa quase parecida com LER (meu pulso dói quando eu escrevo demais, então eu tenho que usar uma munhequeira, mas olha que ela não é de todo mal, pois ela deu mais estabilidade no traço dos meus desenhos).

Então para quem sente desconforto (e dor) quando começa a escrever demais, o jeito para acompanhar todos os pensamentos que afloram, é digitando diretamente no Word (o que eu estou fazendo nesse dado momento).

Vim aqui simplesmente para contar um pouquinho mais da minha vida, sei que estão com saudades das minhas crônicas, e eu de escrevê-las, então vou tomar mais vergonha na cara e começar a me doutrinar a escrever pelo menos uma por semana  (mesmo não postando sempre aqui, porque as vezes dá vergonha – ou esquecimento puro mesmo).

Mas como estou querendo voltar a escrever, preciso pegar o ritmo, e para isso eu vou juntar dois planos que sempre tive na cabeça mas nunca registrei por completo: vou escrever mini-contos aqui no Universo Atakima, utilizando-se dos meus sonhos e também um outro plano bem mais antigo, que nunca coloquei em prática.

Esse plano era de imortalizar meu pai em um livro. Enquanto esse livro não sai, eu já posso ir agilizando e ir imortalizando em cada letra as sacadas mirabolantes, as piadas, as brincadeiras e o companheirismo que é meu pai.


Muitos podem dizer que pais são todos iguais, só mudam o endereço. Mas digo que não. Apesar de várias situações poderem serem repetidas de famílias em famílias, cada pai tem sua personalidade única, seu próprio time de coração, seus hobbies estranhos, seus planos nunca concluídos 100% e sua dedicação louca para com seus filhos.

Talvez meu pai nunca leia o que escrevo nesse blog, talvez ele nem saiba da existência do Universo Atakima, e isso se dá ao fato de eu ter muita vergonha do que eu escrevo aqui, já que são textos inéditos meus e não apenas resenhas de obras de terceiros como eu faço em outros sites. Mas uma coisa é certa eu amo muito meu pai que vou dedicar sim um livro somente a ele. E enquanto esse livro não sai, meu pai vai ganhar crônicas bem legais, sob minha visão é claro, aqui no Universo Atakima.


E papai, se um dia o senhor ler isso, saiba que sua puruca te ama muito, e mesmo com essa homenagem, nunca poderei de fato dizer o quanto te amo, o quanto suas brincadeiras me alegram, o quanto senhor consegue me ajudar nos aperreios e apertos da vida. A única verdade é a que eu te amo. E que o senhor não merece apenas um livro. Merece mais e mais livros sobre você, um homem dedicado a família, a sua filha, a sua esposa, ao seu trabalho, sempre honrado, sempre honesto, sempre trabalhador. Senhor é minha inspiração. E lhe digo uma coisa: quando eu crescer, eu quero ser igual a você!
banner
Anterior
Proxima

Assino meus textos como Miaka J. S. Freitas. 

Decolando no curso de Desing pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Nas horas vagas procura por Um Sofá fofinho para cuidar dos blogs "Universo Atakima e "Um Sofá à Lareira". Além do canal "Insônia Nerd", aonde perde o sonho com as melhores obras desse universo. 
Estou tentando encontrar o meu próprio espaço para ouvirem minhas ideias e pensamentos meio que "insano" as vezes...
E por ai pela internet afora ainda pode encontrar outros lugares por onde anda meus textos!!

0 recadinhos:


Quer comentar e não tem conta?!
1- escolha a opção Nome/URL
2 - No espaço Nome coloque seu nome ou seu apelido
3 - No espaço URL coloque o link do seu site, blog, vlog, tumblr... (não é obrigatório).

Sejam sempre bem vindos a deixarem comentários, criticas e sugestões. Eles são muito importante para meu caminho como escritora. Com eles poderei saber o se o caminho que estou trilhando esta certo ou se precisa de mudanças. Obrigada por visitar e comentar.

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.