Correios, sensacionalismo, mimimi e analfabeta funcional - Universo Atakima

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Correios, sensacionalismo, mimimi e analfabeta funcional



É incrível como parece gente que não foi convidado para as conversas. 

Estava eu, olhando as noticias e atualizações no facebook. Divulgando algumas noticias entre outras o Festival de Literatura, quando vi que havia noticia sobre Greve dos Correios

Eu e várias outras pessoas dependemos do serviço que os Correios oferecem. Divulguei para um colega meu nos comentários da postagem, estávamos conversando sobre tratamento que os Correios fazem com nossas encomendas que, quando chegam, sempre vem com avarias e outras vezes que realmente roubam encomendas. Nada disso é de desconhecimento do publico, porque sempre que acontece alguma coisa desse tipo, vem logo para a mídia e é capa do Fantástico de domingo. 

Enquanto acho que greve é direito de qualquer classe trabalhadora para lutarem por direitos que tem de salários mais dignos e outros serviços auxiliares, acho que é dever da Empresa fazer uma reeducação e fiscalização daquilo que ela oferece, no caso dos Correios, o manuseio e sua entrega estão totalmente abaixo do esperado. E quem paga o pato é os clientes. 

Nós, como clientes, não podemos simplesmente fazer greve a parar de utilizar um serviço que, na realidade do país, é o principal nesse ramo. Queira sim, queira não, estamos sujeitos a essa empresa e no mínimo queremos um trabalho melhor do que estão oferecendo atualmente para o publico. Dentro isso, eu e meu amigo estávamos conversando quando outro (que deixarei o nome em off para não complicar a situação do cara) vem com esse mimimi dele. 

Sensacionalismo e sem convite, depois de um longo debate e falta de argumentos passa a ofender a minha pessoa e, pior, a utilizar palavrões. Como se a melhor forma de ter argumentos e carregar de palavrões as frases, porque se Felipe Neto pode, eu também posso, não é isso, produção?

Deixo-os a par dessa infeliz conversa e do momento exato que fui chamada de analfabeta funcional por ele. 




PS: tem mais comentários e palavrões, atualmente chegou a me chamar de hater por falta de argumentos melhores. Para quem ainda não sabe, haters são aqueles Trolls da Internet, que odeiam tudo e todos, só sabem criticar e falar mal e assassinam a gramática pelas redes sociais, sites e blogs. Vem com sensacionalismo barato e sempre colocam a culpa no governo, principalmente gosta de falar mal do PT. Haters nasceram para se esconder atrás de um PC, sem opinião sobre as coisas, simplesmente aparecem para criticar e ficar contra alguma coisa que esteja em discussão. 

Pelo que dá a situação sabe-se bem quem é o hater e quem é as pessoas com opiniões diferentes, quem age com coerência e respeito. Quem se esconde atrás de uma imagem de desenho e só aparece para causar intriga, não merece muito respeito em suas opiniões. Todo caso, essa foi uma ótima situação para mais uma critica nesse blog. 

E agora, vamos para as opiniões nos comentários! E chega de haters!
 
A coisa toda nos comentários dessa postagem.
banner
Anterior
Proxima

Assino meus textos como Miaka J. S. Freitas. 

Decolando no curso de Desing pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Nas horas vagas procura por Um Sofá fofinho para cuidar dos blogs "Universo Atakima e "Um Sofá à Lareira". Além do canal "Insônia Nerd", aonde perde o sonho com as melhores obras desse universo. 
Estou tentando encontrar o meu próprio espaço para ouvirem minhas ideias e pensamentos meio que "insano" as vezes...
E por ai pela internet afora ainda pode encontrar outros lugares por onde anda meus textos!!

0 recadinhos:


Quer comentar e não tem conta?!
1- escolha a opção Nome/URL
2 - No espaço Nome coloque seu nome ou seu apelido
3 - No espaço URL coloque o link do seu site, blog, vlog, tumblr... (não é obrigatório).

Sejam sempre bem vindos a deixarem comentários, criticas e sugestões. Eles são muito importante para meu caminho como escritora. Com eles poderei saber o se o caminho que estou trilhando esta certo ou se precisa de mudanças. Obrigada por visitar e comentar.

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.